UNHA ENCRAVADA: Saiba como amenizar e resolver o problema

1674

unha_encravada

Pois bem, se existe uma dor suportável para qualquer ser humano, essa dor é a dor da unha encravada. Se o sofredor estiver parado, seja sentado ou deitado, praticamente não há dor. Porém inconscientemente, a pessoa sabe que aquele dedo não pode sequer ser assoprado.

A dor não é forte, mas incomoda muito, pois ela sempre aparece quando é preciso de locomover e ninguém fica totalmente parado por mais de 20 horas. São pontadas que aparecem agulhadas, no estágio mais avançado, além das “agulhadas”, a unha encravada causa um latejamento perturbador.

Essa sensação é causada pelo pus que se acumulada no local, já que a região estava muito inflamada e agora infeccionada. O pus é uma secreção produzida pelos globos brancos ao combater as bactérias de alguma ferida. Quanto mais pus se tem na unha encravada, mais intensa é a inflamação e infecção.

Dividimos em quatro estágios da unha encravada para que você se enquadre em algum e saiba a melhor forma de amenizar seu sofrimento.

PRIMEIRO ESTÁGIO

Neste estágio a dor é quase nenhuma. A pessoa sente a unha, que na maioria das vezes é do dedão do pé, machucando o canto do dedo, mas somente no uso de sapatos apertados ou a subir degraus.

Essa fase é a mais importante, porque se você conseguir trata-la isso te levará ao céu, já senão der atenção, você poderá estar no inferno dentro de poucas semanas. Você precisa saber que é possível resolver o problema em casa mesmo.

Primeiramente, você molhará seu dedo inteiro. Deixe ele debaixo da torneira por dois minutos, se preferir coloque seu pé dentro de um bacia com água quente.

Após este tempo você pegará um palito de dente e enrolará um algodão na ponta dele, em seguida, colocará por baixo da unha e fará movimentos circulares, como se estivesse enrolando algo no palito. Retire o palito passando ele por entre a unha e o canto do dedo. Faça isso por quatro vezes.

Agora pegue um alicate de unha, esqueça o cortador de unha, ele faz um corte redondo e isso vai “arrebentar” com você. Com o alicate corte a unha de forma reta, sem cantos e sem qualquer curva, principalmente nos cantos dos dedos. Esse é o segredo.

Se for preciso repita o procedimento três vezes ao dia, ate a for sumir e evite corridas e/ou sapatos apertados por três dias.

Você está salvo !!!

SEGUNDO ESTÁGIO

Aqui é a fase em que com certeza existem mais brasileiros, aqueles que deixam tudo para depois. Você deve ter cortado a unha de forma redonda ou futucou a unha com algum objeto cortante para cortar o canto da unha.

A partir daqui as coisas se complicam. Você vai precisar de ajuda externa. Primeiro procure tomar um anti-inflamatório, converse com um farmacêutico que ele saberá recomendar um correto para seu peso e idade.

Tome cuidado, o anti-inflamatório vai aliviar a dor praticamente no mesmo dia, porém, você precisa fazer o procedimento indicado no PRIMEIRO ESTÁGIO, mas com uma diferença.

Você precisará comprar por R$ 15,00 ou menos, uma pomada que tenha o principio ativo do nebacetin. Após fazer o procedimento com o palito e algodão, pegue outro palito e enrole mais algodão, só que desta vez passe a pomada por todo o algodão. Você terá que deixar este algodão com pomada debaixo da unha encravada.

O segredo nessa fase é trocar esse algodão com pomada três vezes por dia e manter o dedo seco por alguns dias. Limpe bem a ferida antes de deixar o algodão com pomada e não molhe o dedo ao tomar banho. Com a pele seca, a ingestão de anti-inflamatório e a pomada cicatrizante, as chances de cura são enormes.

Peça autorização para ir de tênis folgado ou chinelo ao trabalho se for preciso ate pelo menos dois dias. Vale a pena tomar estes cuidados por quatro dias do que chegar ao TERCEIRO ESTÁGIO.

TERCEIRO ESTÁGIO

Neste estágio a seu dedo está dolorido, você quase não consegue calçar um tênis confortável. As caminhadas são um suplício e seu dedo está inchado.

ingrown01

Não há qualquer outro culpado a não ser você. Agora provavelmente vai ficar caro a cura. Mas vamos te ajudar.

Para amenizar seu sofrimento, nesse estágio o que você pode fazer é colocar seu pé numa bacia com água quente e sal grosso. Deixe o pé por lá por pelo menos 15 minutos. A ação da solução salobra vai aliviar de forma superficial a inflamação.

Após retirar o pé da bacia, com o palito de dente e algodão tente retirar o pus que está fazendo seu dedo latejar. Isso vai lhe dar algumas horas de alívio, continue com o anti-inflamatório. Mas não use nenhum outro instrumento para tentar cortar o canto da unha.

plastico_para_tracionar_unhaGeralmente quem chega neste estágio, deu sorte e ganhou tempo, ao ir cortando o canto da unha cada vez mais fundo. O seu caso é grave e praticamente irreversível e você precisa tomar coragem. Procure uma podóloga, não é pedicure, é podóloga. Se na sua cidade não existir alguma, tenha a certeza que na cidade vizinha tem uma.

O preço cobrado por uma sessão geralmente depende do estado da unha encravada, mas vai de R$ 50,00 a R$ 150,00.

Pense no seguinte, haverá dor e ranger de dentes, mas em 15 minutos você está podendo caminhar livremente pela Terra, sem dor, sem pontadas e sem cara feia.

Recomendamos que se faça pelo menos três sessões adicionais com a podóloga para que ela “tracione” a unha. É colado um plástico duro por cima da unha, o qual tracionará a unha a se manter reta e não curvar nas pontas. O plástico fica colado por ate um mês. Este método apesar de parecer artesanal realmente funciona.

Tenha certeza que a podóloga usa luvas descartáveis e instrumentos assepticamente limpos com ultra-violeta. Caso, não queria passar 5 minutos de dor intensa, pule para o QUARTO ESTÁGIO e realize uma cirurgia.

QUARTO ESTÁGIO

Se você tem um grande peso e não pratica exercícios regularmente, somente finais de semana, é aconselhável você procurar um médico para fazer uma cirurgia para extrair a unha ou parte dela. Procure um médico, geralmente um cirurgião ortopédico ou especialista em pele. Além da retirada da unha ele fará cortes nos cantos dos dedos, fazendo com que as unhas não encravem mais.

Esse procedimento cirúrgico dá muito certo, as pessoas que fazem essa cirurgia a tem como solução definitiva em 90% dos casos.

O médico irá anestesiar seu dedo, com pelo menos quatro agulhadas, você irá sentir dor até a segunda picada. Em seguida, ele irá fazer um corte na raiz da unha e de lá irá iniciar a extração da unha ou de parte dela. Fará os cortes necessários nos cantos do dedo e não haverá necessidade de dar pontos.

Um latejamento aparecerá após uma hora da cirurgia, será necessário deixar o pé pra cima e seco por dois dias.

Algumas Santa Casas e hospitais públicos fazem esse procedimento, mas é bom procurar um médico que tenha experiência com estes casos.

INOVAÇÃO

O que se deve lembrar no caso de unhas encravadas é que elas tem estágios e deixar para depois um tratamento sério é flertar diariamente como um incomodo desnecessário. Um sofrimento desnecessário em nossa sociedade do conhecimento.

Conhecimento este que tem beneficiado os sofredores das unhas encravadas, pelo menos, no outro lado do mundo.

No Japão um aparelho tem colaborado muito na cura da unha encravada de forma menos dolorosa e sem traumas ou cortes.

VEJA O VÍDEO COM O SENSACIONAL APARELHO QUE DESENCRAVA UNHAS:
*Saiba onde comprar logo abaixo do vídeo.


Cool Japanese Invention To Fix Ingrown Toenails por SimplyJustRandomness

No site Japan Trend Shop é possível comprar esta invenção, mas o preço é salgado e frete demorado para o Brasil. O aparelho custa 315 dólares e o frete por EMS apesar de chegar ao país em ate 7 dias utéis, pode demorar mais 60 dias na receita federal.